Jogadores Icônicos:...
 

Jogadores Icônicos: Entrevista com Super Amarelo de Pacera  

  RSS

(@mattkurten)
Trusted Member
Data de Registro: 1 ano atrás
Posts: 54
5 de junho de 2017 15:46  

Boa tarde queridos tibianos! Hoje tive o prazer de entrevistar um dos mágicos por trás da essência do Bom Dia Tibia, Super Amarelo!

 

 

King: Quem é o Super Amarelo do outro lado da tela?

 

Super Amarelo: Sim, Super Amarelo é meu apelido de infância! O Amarelo, como a maioria das pessoas me chama é um publicitário de 31 anos, paulistano, apaixonado por música, ciência, conhecimento, tecnologia, literatura e até poesia. Eu gosto mesmo é de aprender! (até o que é imprestável). Atualmente, estou perdido na Amazônia como acadêmico de medicina, missão que devo encarar pelos próximos 5 anos. Ah, eu também sou fã de chá, ALF (O Eteimoso) e pelo “Bisonho”, um burro, pesonagem do Ursinho pooh! xD

 

 

 

 

 

 

King: Quais são seus planos para o futuro no jogo?

 

SA: Planos? Vixi! Essa palavra inexiste, some do dicionário quando eu abro o Tibia. Eu nunca consegui focar em um personagem. Costumo jogar de forma aleatória e em várias vocações, mundos e em pelo menos 3 contas, ou seja, foco zero! Hahahaha

A coisa mais próxima de um plano que tenho para o Tibia é continuar contribuindo para o jogo de algum modo: Seja postando no fórum, acompanhando polêmicas, me posicionando sobre as mudanças e coisas do tipo.

 

 

 

 

 

King: E na vida?

 

SAEu gosto do curto prazo. Não sou lá fã de planos de longo prazo. Acho que isso, de algum modo, é vaidade, afinal, ninguém controla o tempo nem o que ele faz com os planos das pessoas. No curto prazo, planejo continuar estudando medicina, mas transferindo de volta pra São Paulo e fazer do BomDiaTibia um lugar cada vez mais amplo e aberto às ideias e pessoas! Um passo de cada vez! Ou pra usar uma música da moda “Pasito a Pasito, suave suavecito”. \o/

 

 

 

 

 

King: Quando conheceu o Tibia e como?

 

SA: Foi em meados de 2001! Nem lembrava que fazia tanto tempo assim.

Em um determinado período, eu chamava um primo para ir nos “rolês do rock” e ele começou a recusar. Eu não entendia a razão pelo qual o maldito começou a “ficar de plantão em casa” em pleno fim de semana. Depois de muito insistir, o arrombado me falou o real motivo, o Tibia. Kkkkkkkkkkk Foi quando decidi criar uma conta e começar a jogar. Meu primeiro char foi o Jeguinaldo, upado honestamente até o level 45. Nessa época, o top global era o Ingek, um mage de Calmera que estava lá pelo level

150/160. Pouco tempo depois, o Cachero (também de Calmera), assumiu a liderança global.

 

 

 

 

King: Qual sua opinião sobre o futuro do Tibia baseado nas ultimas notícias e updates?

 

SA: O Tibia preserva algo que, a meu ver, é algo super positivo. Eu gosto de movimentos sutis. O Tibia vem sendo refinado e amadurecido há 20 anos e apesar de todas as críticas e contrariedades, eu não conhece outro jogo que fideliza players por 10, 15 anos como o tíbia fez e faz. Eu desconfio que quando as coisas são construídas com cautela e zelo, os resultados tendem a durar mais. 95% dos updates lançados nos últimos meses são concretizações de antigos desejos dos tibianos, além, claro, das inovações trazidas de forma autônoma pela Cipsoft. Eu vejo mais alguns anos de fidelidade e bons resultados para o jogo.

 

 

 

 

King: Agora que conhecemos um pouco nosso entrevistado, vamos as perguntas sobre o jogo! Qual sua vocação favorita?

 

SA: Como diria George R. R. Martin: “All Knights must bleed. Blood is the seal of our devotion.”

 

Knights sempre! \o

 

 

 

 

King: Um knight?

SA: Lou Hart

 

 

 

 

King: Um paladin?

SA: Darth Fader

 

 

 

 

King: Um druid?

SA: Os tibianos mais habilidosos que conheci eram druids. Pra não ser injusto com algum, vou me abster de citar um.

 

 

 

King: Um sorcerer?

SA: Fallen

 

 

 

King: Um monstro para caçar por diversão?

 

SA: Demons de Edron – Me traz boas lembranças! É nostalgia pura caçar por ali.

 

 

 

King: Um monstro para caçar por loot?

 

SA: Lizards! Dá pra fazer loot bag gigantesca com toda a parafernalha Zaoan.

 

 

 

King: Qual sua indicação sobre um bom servidor para se jogar?

 

SA: Eu gosto dos servidores antigos. Se você não se importa com Ranking, os servidores antigos trazem consigo toda uma gama de jogadores que amadureceram no jogo e raramente irão agir de forma amadora contigo. Eu gosto de Calmera, Pacera e solera.

 

 

 

 

King: Qual sua opinião sobre as dominantes de "nom-pvp"?

SA: Dominante em non-pvp é como entregador de pizza: Tá com o negócio na mão e até sente o cheiro, mas não pode fazer nada... kkkkkkk

Afirmar que domina non-pvp é uma questão de quão tosco você é na sua vaidade. Toda vez que me deparo com alguém afirmando que domina o non-pvp, me lembro daquela música do Natiruts: “Deixa o menino jogar, ô iá iá”. Deixa o menino brincar de mandar em algo.

 

 

 

 

King: E agora a pergunta que não quer calar. Como ficou tantos anos no level 60? By Phelps.

 

SA: Ser low level está na moda! O Tibia preserva uma legião de fãs, mas raramente arrebata novos jogadores. Ter level 60 na conta é privilégio pra poucos. A maioria tem paciência pra pegar do level 280 ao 300 mas jamais teria paciência pra ir do 0 ao 60. Ser low level é a bola da vez.

 

 

 

King: Como surgiu a ideia de criar um fansite?

 

SA: Nunca tive essa ideia. Bem na real que o BDT nunca foi uma ideia antes de virar o que é. O que rolou é que eu estava me distanciado do jogo por conta de trabalho, rotina pesada, viagens, etc. Eu precisava de algo que me mantivesse ao redor do Tibia e que eu ainda pudesse contribuir com a comunidade. Assim surgiu uma causa, mas não uma ideia. A Causa era: Vamos juntar pessoas que compartilham da mesma paixão (Tibia) e, com isso, vamos viabilizar algo para a comunidade tibiana. Assim surgiu o BDT, não como um projeto de site, mas como uma causa, um espaço destinado à paixão pelo jogo.

 

 

 

 

King: Qual o diferencial do Bom Dia Tibia?

 

SA: Não somos um site de notícias. O BDT não foi concebido para se tornar um portal. Adotamos um formato BLOG, o que confere uma certa intimidade com o leitor. Desde o início não queríamos o BDT como um portal, cheio de colunas e com informações jornalísticas. A ideia sempre foi ficar o mais próximo possível da comunidade, seja através da linguagem adotada, através do senso crítico de nossos colaboradores até o BDTCast, nosso podcast oficial, um áudio intimista e próximo dos visitantes. É isso que queremos conservar sempre! Além disso, o BDT não é um portal de Tibia com a cara do admin ou de alguém específico, mas sim o resultado da fusão de pessoas apaixonadas por Tibia, representadas por nossa equipe: moderadores, editores, admins, colunistas, etc.

 

 

 

 

King: Como você descobriu o dom de fazer podcasts?

 

SA: Eu ainda não descobri. Hahahaha Aliás, descubro isso a cada novo episódio. Aqueles 20 minutinhos de programa me proporciona um punhado de aprendizado, alegria e paixão em comunicar e entreter as pessoas. Eu não considero a Comunicação como produto de um dom, mas de uma paixão adquirida pelo meio e pelas pessoas que conheci ao longo de 10 anos trabalhando com comunicação social. Aos que estão indo para a faculdade agora, eu deixo um conselho: Sejam comunicadores (publicitário, jornalista, RP). O mundo nunca precisou tanto de pessoas com vontade de utilizar suas próprias energias para levar informação transparente e livre de preconceito, separatismo e desrespeito.

 

 

 

 

King: Teremos um fansite item em breve?

 

SA: Nosso item de fansite já está atravessando o deserto de Ankrahmun em direção ao barco. Um Blue djinn alegou ter visto um camelo carregando uma caixa que parecia ser o nosso item. Segundo o Djinn, que tem experiência com encomendas, levando em conta a viagem pelo deserto, os barcos e todo o trâmite de autorização do King Tibianus, o item deverá ser entregue aos nossos leitores nos próximos 30 dias.

 

 

 

 

King: Quais são os planos para o futuro do BDT?

 

SA: Enquanto houver paixão e tibianos no mundo, estaremos de pé! O BDT só está no início. Aliás, esse é só o início de uma grande jornada centenária (sem exageros). Hahaha

O espaço será remodelado em breve, mas manteremos a nossa essência e a proximidade com toda a comunidade.

Newton uma vez disse: “Se enxerguei mais longe, foi porque me apoiei sobre os ombros de gigantes.” Enquanto houverem esses gigantes que me acompanham desde o início (Kankuro, King Rousey, Darth Fader, Wolf), haverá caminhada.

 

 

 

 

Enquanto respondia a esta entrevista, ouvia:

The Cure - In Between Days

The Libertines - Can't Stand Me Now

Millencolin - "afghan"

 

Essa foi mais uma das muitas entrevistas que ainda faremos! Fiquem ligados e deixem suas sugestões de jogadores ilustres que vocês conhecem!


Citação
Compartilhar:

Por favor Entrar ou Registrar